sábado, 22 de abril de 2017

Ela se lançou... Descanse em paz.





Ontem uma prima, por parte paterna, cometeu suicídio ingerindo vários comprimidos - segundo relatos das minhas irmãs. Se para alguns, o suicídio é a saída mais fácil para os problemas e desesperada para os covardes. Dependendo das circunstâncias e do grau de depressão, eu creio que seja ao contrário - é preciso ser bastante corajoso(a) para romper consigo mesmo, de uma forma tão radical e definitiva.

Cada um tem os seus próprios motivos e, quanto à isso, quaisquer questionamentos ou especulações sobram. Só quem sabe do próprio sofrimento é quem o experimenta em carne própria, por isso a decisão final de abrir mão da sua vida não comete aos demais. Eu prefiro não fazer juízo de valor e, apesar de não estar involucrado emocionalmente com ela, apenas respeito afinal eu só posso decidir por mim mesmo.

O que dizer para quem pensa e sente que não há bons motivos para viver o hoje e esperar por mudanças de um futuro sem esperanças?!!! Definitivamente, não basta apenas dizer que "as coisas irão melhorar". Será que vão?!!! Você pode dar garantias?!!! Para uma pessoa insatisfeita com o seu presente e sem perspectiva de futuro apenas lhe resta arcar com o peso da sua depressão.

Diante desse panorama, como deter e ajudar um deprimido contra a sua própria vontade?!!! Primeira e urgente decisão seria forçar um tratamento psiquiátrico. Emergencial, mas nem sempre eficaz, porquê nada como ajudar quem quer ser ajudado. O tratamento da depressão leva tempo e sobretudo apoio e paciência familiar.

Prefiro não julgar a atitude dela, mas tentar compreender e respeitar a sua decisão, deixando de lado qualquer signo religioso. Quando se está diante de um abismo, há quem apenas o contemple e há quem se lance nele. Ela se lançou... e que descanse em paz.    
  

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Yo no sé lo que busco eternamente by Rosalía de Castro





Yo no sé lo que busco eternamente
en la tierra, en el aire y en el cielo;
yo no sé lo que busco, pero es algo
que perdí no sé cuándo y que no encuentro,
aun cuando sueñe que invisible habita
en todo cuanto toco y cuanto veo.

    Felicidad, no he de volver a hallarte
en la tierra, en el aire, ni en el cielo,
            ¡aun cuando sé que existes
            y no eres vano sueño!

 

(Rosalía de Castro - En las orillas del Sar, 1884)

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Cloud nine by HAELOS







(...) You took all of
You took all of my faith
There's no waking here
There's no air in this place
Why did you leave me here...

domingo, 16 de abril de 2017

Feliz Páscoa, meus caros & caríssimos





Feliz Páscoa e muitas bençãos para todos nós!!!   

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Tomara que o calvário Dele não tenha sido em vão




Sinceramente?!!! Diante da realidade em que vivemos e como a humanidade está se comportando, será que o sacrifício de JC valeu à pena?!!! Eu tenho cá as minhas dúvidas e você?!!! Esse momento de reflexão eu deixo por sua conta.

Diante disso, num mundo carente de bons exemplos, tomara que o maior exemplo de fraternidade e amor ao próximo, não se perca na esquina do seu esquecimento. Enfim, alguém tinha que se sacrificar e dar o bom exemplo em nome da sua fé e da sua lealdade perante ao grande criador, ao Pai de todos nós cristãos.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Lawless by Diminuendo (feat. Britt Warner)





(...) There, there, it's better late than never
(Never say never again)
There's always time to start this over
(Over and over).

Se conselho fosse bom...







Ao invés de me estressar pelas "escolhas erradas" dos outros, mesmo discordando de algumas destas, prefiro me abster de qualquer comentário e indignação. Deixo por conta do direito que cada um tem em também aprender com os seus próprios erros. Também se aprende errando e, quase sempre, é o método de aprendizagem mais eficaz.

Agora, se quiserem persistir nos mesmos erros, que se danem também. O problema não é meu. É comum muitas pessoas reclamarem de suas vidas e das enrascadas que se encontram, assumindo a condição de vítima: "Porquê comigo?!!!" Hummm, sei. É mais fácil culpar o outro ou a "fatalidade" para não ter que admitir e responsabilizar-se por suas próprias culpas. Ninguém é completamente inocente de suas próprias tragédias e fracassos pessoais, seja direta ou indiretamente. Olhe-se no espelho da sua consciência - se você tiver.

Quando você tem consciência do erro e mesmo assim persiste nele, nem tente se justificar baseando-se na sua ingenuidade ou ignorância. Pelo menos, comigo, essa desculpa não cola. Tenha valor para admitir a sua falta de vergonha na cara e o seu lado sádico e masoquista. Há quem gosta de sofrer e de desperdiçar o seu tempo e sua energia com batalhas perdidas e relacionamentos fracassados.

Essa é a sua escolha?!!! Respeito, mas não aplaudo, porquê diferente de você o meu orgulho grita e o meu amor próprio se faz respeitar. Se você quer ficar batendo a cara e a testa na parede... siga em frente. O meu conceito de felicidade e satisfação vai em outra direção, onde sofrimento e dor não são ingredientes para manter uma relação e, muito menos, levar-me a ficar mendigando migalhas de afeto e atenção dos outros. Antes sozinho do que jogar a minha dignidade ladeira abaixo. Quantos aos amores tóxicos e à dependência afetiva passo a vez.    

quinta-feira, 6 de abril de 2017

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Com a palavra, Negan!!! (TWD, S7E15)




Todos nós temos MERDA para esquecer!!!



E eu também. Ooops, ... esqueci!!! (Supostamente)

Filosofando com Norman






- É difícil ficar sozinho. Mas, também é difícil amar as pessoas. E acho que essa é a armadilha.

- Armadilha?!!!

- Sim. A armadilha pessoal em que todos nós vivemos. Precisamos das pessoas, mas essa necessidade pode nos destruir. Quando se importa com alguém, isso te domina. E quem sabe, no final do dia, se essa pessoa realmente é quem você pensa ser. Ou mesmo se é real. 

(Bates Motel, S5E06 )



Diante dessa armadilha não há escapatória. Ou você escolhe por qual caminho a seguir ou a Dona Vida escolhe por você. Sem fugas, apenas enfrentamento. Enfrente. A minha escolha eu fiz e estou me adaptando as consequências dela - Felicidade também é resignação. Enquanto aos outros, ninguém conhece ninguém por completo e todo tempo, porquê cada um de nós está em constante movimento, transformação. 

É muito comum idealizarmos os outros baseados em nós mesmos, emprestando virtudes que gostaríamos que eles tivessem e, nem sempre, as pessoas realmente possuem, Quando nos damos conta disso, putz, frus-tra-ção!!! Já fiz alguns empréstimos, logo também me frustrei. Porém, isso faz parte do processo de conhecer a si mesmo e o outro também.                                                                                                                                                                                                                                                        

"As lágrimas não reparam os erros!!!"

The Verve - Bitter Sweet Symphony (with lyrics)

♫ Pitty - Na sua estante

"Eu não ficaria bem na sua estante..."