segunda-feira, 3 de abril de 2017

Filosofando com Norman






- É difícil ficar sozinho. Mas, também é difícil amar as pessoas. E acho que essa é a armadilha.

- Armadilha?!!!

- Sim. A armadilha pessoal em que todos nós vivemos. Precisamos das pessoas, mas essa necessidade pode nos destruir. Quando se importa com alguém, isso te domina. E quem sabe, no final do dia, se essa pessoa realmente é quem você pensa ser. Ou mesmo se é real. 

(Bates Motel, S5E06 )



Diante dessa armadilha não há escapatória. Ou você escolhe por qual caminho a seguir ou a Dona Vida escolhe por você. Sem fugas, apenas enfrentamento. Enfrente. A minha escolha eu fiz e estou me adaptando as consequências dela - Felicidade também é resignação. Enquanto aos outros, ninguém conhece ninguém por completo e todo tempo, porquê cada um de nós está em constante movimento, transformação. 

É muito comum idealizarmos os outros baseados em nós mesmos, emprestando virtudes que gostaríamos que eles tivessem e, nem sempre, as pessoas realmente possuem, Quando nos damos conta disso, putz, frus-tra-ção!!! Já fiz alguns empréstimos, logo também me frustrei. Porém, isso faz parte do processo de conhecer a si mesmo e o outro também.                                                                                                                                                                                                                                                        

2 comentários:

Vih Corrêa disse...

Boa noite amigo, quanto tempo...
Adoro essa série.
Como sempre, ótima reflexão!

Dan... disse...

Pena que Bates Motel está na última temporada!!!


"As lágrimas não reparam os erros!!!"

The Verve - Bitter Sweet Symphony (with lyrics)

♫ Pitty - Na sua estante

"Eu não ficaria bem na sua estante..."