sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Os clichês nunca morrem...





Se você parar para prestar atenção, todas as histórias de amor são iguais, porquê os ingredientes emocionais são universais. O que apenas diferem uma das outras é a intensidade dos conflitos e suas resoluções e a capacidade de entrega dos personagens envolvidos.  

E, em se tratando dos clichês, eles são iguais aos seriais killers sobrenaturais dos filmes de terror - eles nunca morrem.

2 comentários:

Suzane Von Richthofen disse...

não se esqueça dos serial killers da vida real :*

Dan... disse...

Cruuuuuuuuuuuzes!!! rs... Os filmes de terror da vida real, sem dúvida, são os piores. E os "gênios do mal" que os protagonizam são tão patéticos quanto.


"As lágrimas não reparam os erros!!!"

The Verve - Bitter Sweet Symphony (with lyrics)

♫ Pitty - Na sua estante

"Eu não ficaria bem na sua estante..."