domingo, 30 de setembro de 2012

Hoje eu acordei frustrado!!!



Sinceramente, eu até que gostaria de te levar a sério... mas, ..., ainda é cedo para me deixar levar por qualquer desânimo e mergulhar de cabeça tão precocemente - Embora, hoje eu acordei frustrado, com aquela sensação de que estamos perdendo tempo.

Se por um lado, é gostoso aquele clima de romance e sedução entre palavras e intenções ditas nas entrelinhas, onde não precisa ser óbvio demais para demonstrar o que realmente se quer e nem muito QI para captar a mensagem, por outro, a gente se perde muito fácil, não dando continuidade aos nossos contatos: Os nossos horários e as nossas agendas não estão coincidindo. 

- "Até aí, tudo bem, tem solução: Um precisa se adequar ao outro. Dos males o menor".


Ontem poderia ter sido o que não foi. Assumo a minha culpa, pois até certo ponto eu estou colaborando para essa minha frustração. Eu estou na defensiva, adiando o nosso tempo (se é que teremos um tempo só nosso?!!!) por receio de me magoar - Uma mágoa a mais, uma mágoa a menos, não deveria fazer tanta diferença.  Eu que não tenho paciência para esse joguinho de gato e rato, acabo estimulando esse jogo, justamente, por estar esperando um melhor momento pra mim - É muito fácil "cozinhar o galo" quando não se quer, mas, no caso contrário, a situação muda de figura. 

- "Eu quero que dê certo, SIM!!! Que a gente se entenda e se goste".


Sinto que eu preciso mudar de postura, não estar tanto na defensiva e me arriscar muito mais, independente do tempo, se é mais cedo ou mais tarde. Seja o que for, quanto mais cedo ficar definido, melhor é - Seja para ir em frente ou brecar. 

Vamos ver como as coisas se desenvolvem...

sábado, 29 de setembro de 2012

Gracinha, nossa alegria de viver, Descanse em paz!!!


Nosssssssssss sa, que notícia mais chata para esse final de semana. Se por um lado, o sofrimento dela foi aplacado, por outro, a TV brasileira perde uma lenda do entretenimento, uma apresentadora formidável. Com certeza, uma lacuna insubstituível!!!

Hebe Camargo, descanse em paz!!!
Já estou com saudades!!!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Putz, ..., eu acho que o meu coração está querendo bater!!!




Alguns indícios:


I-) Sabe quando você está entretido numa leitura super gostosa e, subitamente, você se perde com alguém pairando em seus pensamentos?!!! E todas aquelas perguntinhas básicas são feitas: Onde você está agora?!!! Será que você está pensando em mi
m?!!! Quando iremos nos ver?!!! ...?!!!


Eu já perdi as contas nesses dois últimos dias das vezes que você fez eu reler o parágrafo anterior para eu me encontrar e continuar a leitura;


II-) Quando vocês estão conversando e você sente a necessidade de demarcar território, dizendo: 

- "Não é todo mundo que consegue chegar sutilmente e, assim do nada, ser presente mesmo estando ausente, invadindo pensamentos, sugerindo sonhos e quebrando o silêncio!!!"


Putz, ..., eu acho que está querendo sim!!!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

♪♫ Bruno Mars by Talking to the moon




(...) Or am I a fool

Who sits alone
Talking to the moon...

domingo, 23 de setembro de 2012

TVD, as diferenças entre o livro e o seriado de Tv: A Reunião Sombria





Embora, esse livro apresente poucas passagens que narrem a presença de Elena (e as que ela aparecem são emocionantes) na trama, a narração que envolve os outros personagens consegue surpreender, sem deixar a estória chata e sem ritmo e suspense. Entre os livros anteriores da série, esse é o que eu mais gostei.   

Em outra dimensão, Elena tenta se comunicar com Bonnie em sonho, tentando mandar uma mensagem para ela. Preocupada com isso, Bonnie tenta entrar em contato com o espírito de Elena via jogo de tabuleiro (evento repleto de suspense e morte - na ocasião morre misteriosamente Sue, uma das amigas de colégio delas, e crise estérica da Vickie)- Nesse contato, ela pede para que Bonnie faça um feitiço para invocar a presença de Stefan, pois só ele poderia ajudá-las a proteger a cidade contra um poder maléfico que está rondando a cidade. Pós-feitiço, com ajuda de Meredith e Matt, ela consegue entrar em contato com Stefan na Itália. 

Na noite seguinte, Bonnie sonha novamente com Elena e ela pede que ela dê o seguinte recado para Stefan: - "Diga ao Stefan que eu o amo"

Logo em seguida, Stefan e Damon chegam a cidade e vão buscar Bonnie na escola - Eles saem dali juntamente com Meredith e Matt para que ninguém os vejam e vão para o pensionato, ficando a par dos últimos acontecimentos. 

Eles começam a investigar que ameça é essa através da Vickie, que se encontra numa forte crise emocional. Ao visitá-la, Stefan a hipnotiza, buscando que ela descreva a cena que aconteceu na casa da Caroline no dia do jogo e quem teria empurrado a Sue pela janela do segundo andar.  Depois da hipnose, Damon fica encarregado de dar proteção a Vickie e os demais do grupo acompanham o Stefan até o funeral da Sue para analisar o seu corpo atrás de indícios sobre o assassino.   

Depois, Bonnie retorne a casa de Vickie para ver se está tudo bem com ela e, quase ela cede aos encantos de Damon. Na hora H, Matt atrapalha as investidas de Damon, tendo uma forte discussão com ele e a protegendo. Vale ressaltar que nesse livro, Bonnie demonstra estar caídinha pelos irmãos Salvatore: Ora Stefan, ora Damon

Apos a briga entre Damon e Matt, o trio de humanos vai ao encontro de Stefan na biblioteca para pegá-lo e discutir qual plano irão traçar. 

No Dia da Formatura, o plano é posto em prática, onde Bonnie e Meredith simulam uma briga para que Meredith possa servir de isca - Ela deve ir visitar o túmulo de Elena à noite para esperar o "convidado misterioso". Quando ela menos espera, surge o Tyler, exaltando os mistérios da lua cheia. 

Transformando-se em lobo, Tyler tenta atacar Meredith, mas Matt e Stefan chegam para salvá-la. Stefan o captura e o leva para dentro da tumba de Sra Honoria, uma das fundadoras da cidade, para que eles possam ter uma "conversinha", deixando o DNA da sua família exposta e o seu processo de iniciação. Eles continuaram ameaçando e pressionando Tyler para confessar quem era o vampiro que estava ajudando-o no seu processo de iniciação: Ele apenas revelou que se tratava de um vampiro Original e que eles poderiam encontrá-lo essa noite mesmo na casa da Vickie

Todos preocupados correram para a casa dela, mas, eles fracassaram, haviam chegado tarde demais - ela tinha sido morta barbaramente. Stefan ficou completamente arrasado com tamanha sensação de impotência e Bonnie ofereceu fazer contato com Elena para animá-lo. No seriado a morte de Vickie é ocasionada por Stefan tentando proteger Elena e Jeremy do seu ataque e não por um Original. 

Tratou-se de um forte reencontro:



(...) Nada mais importava, apenas que ela estava ali, que ali eles estavam juntos. Ele não percebeu o ambiente estranho, não se importou com quem poderia estar olhando. Lentamente, bem devagar, ele fechou a mão dela, entrelaçando os dedos, como deviam ficar. A outra mão de Stefan se ergueu até o rosto de Elena.

Os olhos dela se fecharam ao toque, o rosto se inclinando para ele. Stefan sentiu a umidade em seus dedos e um riso ficou preso na garganta. Lágrimas de sonho. Mas eram reais, ela era real. Elena.

A doçura penetrou. Um prazer tão agudo que era uma dor, só de retirar as lágrimas do rosto dela com seu polegar. 

Toda ternura frustrada dos últimos seis meses, toda a emoção que ele manteve presa no coração por tanto tempo saíram de uma vez, submergindo-o. Afogando os dois. Bastou um movimento mínimo e ele a abraçava.

Um anjo em seus braços, frio e eletrizado de vida e beleza. Um ser de chama e ar. Ela tremia em seu abraço; depois, de olhos ainda fechados, ergueu os lábios. 

Não havia frieza alguma naquele beijo. Provocou faíscas em Stefan, derretendo e dissolvendo tudo o que havia em volta. Ele sentiu seu controle se desfazer, o controle que se esforçava tanto para manter desde que a perdera. Tudo dentro dele se abalava e se soltava, todos os nós desatados, todas as comportas abertas. Ele podia sentir as próprias lágrimas ao abraçá-la, tentando fundi-los numa só carne, num só corpo. Para que nada pudesse separá-los novamente. 

O dois choravam sem interromper o beijo.

(Reunião Sombria, p.p. 173-174 ) 





Durante o reencontro de Stefan e Elena, Klaus surge querendo acertar o seu ponto fraco: O seu amor por Elena




(...) Com amor, Stefan reconstruiu cada detalhe. Cílios grossos, nariz pequeno, lábios separados como duas pétalas de rosa. Uma luz branca girava em volta da figura, criando um vestido branco. 

(...) Ela sorriu e sentiu a força do seu amor tocar Stefan...

- Esta - disse Stefan distintamente - É Elena. Não a casca vazia que deixou a terra. Esta é Elena e nada do que fizer poderá atingí-la.   

(Reunião Sombria, p.p. 182 - 183) 



Diferentemente do que Katherine disse, Klaus não foi morto por ela. Apesar de toda interferência de Klaus, Elena pede que Stefan encontre a única pessoa que poderia enfrentá-lo. Diante dessa icognita, Bonnie chegou a seguinte conclusão: Que eles deveriam ir procurar o avô de Meredith que estava internado numa casa de repouso, por ser considerado louco por dizer que foi atacado por um vampiro. Chegando lá, a única pista dada pelo avô-louco era "madeira de freixo".

Enquanto isso, Klaus sequestra Caroline e envia um recado para Stefan ir encontrá-lo sozinho. Porém, desobedecendo as ordens dele, Bonnie, Meredith e Matt foram atrás dele e se depararam com uma emboscada preparado por Klaus, contando com o apoio de Tyler. Klaus já estava derrotando-os quando Bonnie consegue invocar todos os espíritos da cidade que estavam presos no limbo e a Elena. Klaus foi capturado pela legião de fantasmas e Elena consegue curar todos os seus amigos que estavam feridos, incluindo Stefan.




(...) Ele deixou que ela percorresse a maior parte do caminho, limitando-se a olhar, antes de partir na direção dela. Eles acabaram por correr e caíram no chão juntos,os braços envolvendo o outro, abraçando-se com a maior força possível. Nenhum dos dois disse uma só palavra. 

Por fim, Elena recuou para olhar Stefan e ele colocou seu rosto nas mãos em concha, limitando-se a fitá-la também. Elena riu alto de pura alegria, abrindo e fechando os próprios dedos e olhando para eles com prazer antes de enterrá-los no cabelo de Stefan. Eles se beijaram... 



Depois da despedida dos amantes, ainda quando todos estão na clareira do bosque, o corpo de Elena aparece entre eles, voltando para o convívio deles como humana. 

sábado, 22 de setembro de 2012

TVD, as diferenças entre o livro e o seriado de Tv: A furia




Nesse livro, o ponto marcante é a morte de Elena no acidente de carro (suponho que a cena também seja diferente do seriado de TV, embora aconteça o acidente - vamos aguardar o dia 11/10 para confirmar) e a sua transformação em vampira. 

Elena desperta e está em transformação. Ainda atordoada, ela ajuda Damon a se libertar da luta com o seu irmão e, sem se lembrar de nada e nem de Stefan, parte na presença de Damon, dizendo amá-lo. Stefan fica completamente sem chão, arrasado.


"Ver Elena daquele jeito foi uma tortura 
pior do que vê-la fria, inerte e morta. 
É possível que Damon o tenha deixado vivo
 por isso.  Talvez essa fosse a vingança dele." 

(A furia, p. 25)


Damon a leva para que ela possa fazer a sua primeira vítima, mas, Stefan o impede, buscando uma outra opção: Stefan foi buscar em Matt a ajuda que Elena precisava, mas, para  isso, ele precisou abrir todo o jogo. Mesmo com medo, Matt concordou dar o seu sangue para ele se alimentar e não morrer. Depois de alimentar-se, ela foi embora com Damon, seguindo-o sem questionar. Mesmo sofrendo, tudo o que Stefan queria era vê-la bem.

Chegando ao cemitério com Damon, Elena lembrou-se que tinha casa e foi sozinha para lá. Sentindo a sua ausência, ele foi buscá-la para levá-la para dormir na casa de Alaric, em segredo. Após 4 dias dormindo, Ela desperta e lembra de tudo, inclusive de Stefan. Ao sair da casa de Alaric, ela foi assistir o seu funeral de longe, escutando tudo o que os outros declaram sobre ela na hora da cerimônia. 

Ao encontrar Stefan e livre da hipnose de Damon, ela o pede perdão da forma como havia o tratado no bosque, aproximando-se muito mais dele. Damon os flagra abraçados. Depois disso, Elena reafirma o seu amor por Stefan, mas, afirma que precisa dos dois irmãos para proteger a cidade do poder oculto que a ameaçava - o mesmo mal que tentou matar Stefan, jogando-o dentro do poço, provocou o seu acidente fatal e também provocou o ataque dos cães aos moradores da cidade. 

Durante o seu funeral, Meredith envia uma mensagem cifrada para Elena em seu depoimento póstumo, fazendo com que Elena vá procurá-la. Chegando na casa da amiga, Elena conta toda a verdade para ela e Bonnie, incluindo o segredo dos irmãos Salvatore. Apesar do medo, suas duas amigas resolvem ajudá-la para descobrir o mistério que envolve o "Outro Poder".  

Retornando a casa de Alaric, ele conta para Damon e Elena que Stefan estava numa emboscada preparada pelas "autoridades da cidade" (os pais dos atacados), onde iriam usar Caroline como isca. Damon voa para salvar o irmão e Elena chega logo em  seguida. Uma vez salvo e a dúvida no ar, Alaric demonstra para eles que podem contar com ele como aliado.

Depois de Matt ter oferecido o seu sangue para Elena, eles nunca mais estiveram juntos, por isso, ela se sentiu culpada e foi atrás dele para se desculpar. No quarto de Matt, eles dois choraram bastante. Espontaneamente, Matt ofereceu o seu sangue para ela, deixando-a desconcertada com tal oferecimento, como também, o seu apoio ao grupo.

Na noite do Baile da Neve, todo o grupo estava à postos, esperando que algo de ruim pudesse  acontecer aos moradores e a cidade. Enquanto esperavam, Bonnie fez o feitiço da chama e, em transe, um espírito de uma bruxa antiga (Honoria), os levaram ao cemitério, onde eles entraram numa cripta subterrânea e a revelação é feita: O "Outro Poder" chamava-se Katherine - Ela estava viva e não havia sido morta queimada como os irmãos Salvatore acreditavam. A única semelhança com o seriado de TV é a farsa da sua morte, mas, o contexto  da sua morte é diferente.

Katherine explica a Elena e os irmãos a farsa da sua morte e que matou Klaus, algo que havia deixado-a mais poderosa ainda. Enquanto isso, a parte humana do grupo corre para o Baile da Neve para impedir o ataque dos cães no colégio.  Diante da confissão, os irmãos passam a repulsá-la, principalmente Damon, e ela admite ter amado mais o Stefan ( fatos iguais ao seriado de TV). 

Agora, diferente do primeiro livro, toda a perversidade de Katherine é revelada e ela esborça o seu ódio por Stefan por tê-la esquecido, dando o seu anel e o seu amor para Elena.  

Com o pôr-do-sol, os raios entram dentro da cripta, deixando Elena, Stefan e Damon amarrados e próximos na mira do sol.  A medida que o sol vai ficando mais forte e presente, Elena vai se desamarrando até entrar em combate físico com KatherineAmbas ficam expostas ao sol, Katherine entra logo em combustão e Stefan salva Elena.  Em paralelo a isso, o ataque dos cães para na escola.

O livro termina com uma anotação de Bonnie no diário de Elena noticiando a sua morte e o que aconteceu com eles depois disso. Antes de "descansar", Elena reforça o seu amor por Stefan e pede para ele que ele cuide do seu irmão, nem mencionar que também amava Damon. Ela parte para o limbo sem precisar escolher entre os dois. 

Enquanto na quarta temporada do seriado The Vampires Diaries irá retratar a transformação de Elena em vampira, o quarto livro, A Reunião Sombria, retrata a morte dela como vampira e a seu retorno novamente a cidade como humana e tendo poderes sobrenaturais. 

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

TVD, as diferenças entre o livro e o seriado de Tv: O Confronto



De antemão, vale ressaltar que a trama do seriado não segue a risca a trama descrita nos livros, trazendo mais diferenças do que semelhanças, o que dá toda liberdade para os produtores do seriado de TV desenvolverem a estória da melhor forma que acharem. Assim, baseado no livro Diários do Vampiro: O Confronto, para mim as principais parte descritas são: 

Enquanto Elena buscava Stefan, que se encontrava desaparecido, ela encontrou Damon. Eles tiveram uma forte discussão, onde ele a ameaçou verbalmente, dizendo que poderia machucá-la caso ela não fosse sua, deixando claro as suas segundas intenções (o que no seriado demorou para ele se declarar para ela). De pronto, ela o rejeitou, declarando o seu amor por Stefan. Ele também a ofereceu poder e estava disposto a transformá-la em vampira, a sua rainha das trevas.   

Diante da sua negativa, Elena continuou buscando Stefan e defendendo-o das acusações de assassino (2 mortes e 1 ataque). Sozinha, ela mantinha o segredo dos vampiros a salvo, nem mesmo contando para as suas melhores amigas (Bonnie e Meredith), pedindo para que elas confiassem nela e a ajudasse a encontrar Stefan. Por sua vez, Bonnie fez um feitiço para encontrá-lo: Supostamente, ele estaria muito fraco e debaixo da ponte perto do bosque, onde um dos ataques havia acontecido - hipótese errada.

Chegando lá, partiram para outro paradeiro. Elena e os seus amigos (Bonnie, Meredith e Matt) encontraram Stefan quase morto dentro do poço de uma fazenda abandonada, socorrendo-o e levando-o para a pensão da Sra. Flowers. Quando Elena e Stefan ficaram sozinhos no quarto dele, ela deu o seu sangue para ele se recuperar (Algo também presente no seriado para ele se recuperar e também ficar mais forte). No seriado, essa cena do poço, aconteceu num contexto completamente diferente, onde ele caiu dentro do poço cheio de verbena em busca da pedra da lua e Elena o resgatou. 

Outro aspecto semelhante no seriado de TV é a chegada no colégio do misterioso professor de História, Alaric, como também, o falso rompimento entre Elena e Stefan para despistar a Caroline. Porém, os seguintes fatos ficaram fora do seriado:

1. A recepção de boas vindas ao Prof. Alaric com a presença de Damon;

2. A conspiração planejada por Caroline e Tyler contra Stefan, em revanche a surra que ele havia lhe dado por tentar abusar sexualmente de Elena no cemitério, buscando imputar a culpa dos assassinatos para o vampiro, e Elena, ridicularizando-a diante todos da escola;

3. O jantar na casa da Elena sem a presença de Stefan, onde o namorado da sua tia Judith  (o perfil da sua tia e a sua função na trama nada tem a ver com a da Jeena no seriado) levou o Damon como convidado surpresa;

4. A tentativa frustrada de encontrar o diário de Elena que havia sumido e estava sob a posse de Caroline, onde o Damon ofereceu a sua ajuda para recuperá-lo, sendo prontamente negado;

5. A confissão de Elena para Stefan sobre o roubo do seu diário, entretanto, ela oculta para ele as ameaças e as investidas do irmão dele. Diferentemente do seriado de TV, Elena oculta de Stefan tudo o que se refere ao Damon e, sobretudo, a forte atração física que ela já sente por Damon, embora, ela ainda prefira ficar com ele.  

A partir da confissão, eles ficam noivos e Stefan elabora um plano para recuperar o diário de Elena no Dia dos Fundadores, obtendo sucesso e salvando-os da exposição pública. 

Tia Judith pressiona Elena para que ela se aproxime de Damon e se afaste do outro irmão, deixando a sua sobrinha irritada. Nesta ocasião, ela explode de emoção e diz que está disposta a tudo por Stefan, inclusive romper com a família por ele. Aborrecida, Elena sai de casa e vai atrás de Stefan no pensionato, mas, não o encontra. Com medo, por causa de um fenômeno estranho que acontece ali, ela sai correndo do local e sofre um acidente de carro que cai no rio.

Bonnie tem uma visão sobre o acidente e corre para lá com Stefan, encontrando o corpo de Elena completamente mole e frio. Ele deixa o seu corpo no chão, próximo ao carvalho e vai atrás de Damon para matá-lo.  

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

TVD, as diferenças entre o livro e o seriado de Tv: O Despertar.




Quando se trata de uma obra literária adaptada para a TV, nem sempre ela é preservada ao máximo e algumas dúvidas ficam sem respostas e algumas diferenças são gritantes. Isso também acontece com Os Diários do Vampiro. Sem  dúvida nenhuma, os produtores do seriado The Vampire Diaries tiveram que tirar leite de pedra para deixar a trama mais interessante, uma vez que o livro por se só é um pouco monótono, fazendo adaptações e mudanças na obra original. 

Tentando compreender mais sobre a psicologia de Elena, para tentar decifrar o seu dilema afetivo, eu resolvi ler todos os livros que deram a origem ao seriado de TV e, ..., inicialmente, eu confesso que me decepcionei um pouco, percebendo diferenças significativas entre o livro e o seriado, no que concerne a dinâmica da trama e o perfil de alguns personagens. 

No livro "D.V., O Despertar", a gente se depara com as principais diferenças:


I -) Quanto aos personagens, existem diferenças entre os perfis psicológicos dos personagens, sobretudo os protagonistas, as características físicas de alguns e a presença de personagens fictícios  e/ou não abordados no seriado.   Por exemplos:


Elena

Fisicamente, completamente diferente do seriado.  Ela é loira, tem olhos azuis, dona de um corpo escultural, típica líder de torcida e a garota mais popular e cobiçada da escola. Apresenta uma personalidade fútil e volúvel, pouco recatada e uma "devoradora" de homens, tornando-se obsecada para se aproximar de Stefan.  Bem diferente da ponderada e recatada Elena do seriado. O que há de comum entre elas é a personalidade forte, perseverante e destemida. 

Elena não tem irmão, mas, uma irmã de 4 anos, chamada Margareth. Jeremy não apareceu nesse primeiro livro, levando-nos a crer que foi criado para o seriado.

A personalidade de Elena no livro se adequa mais ao Damon, diferentemente do seriado, que até agora, a aproxima do Stefan.


Stefan

Embora, seja bem próximo fisicamente do Stefan do seriado, apresenta uma personalidade bem mais estranha e isolada, não sendo nem tão próximo de Elena, evitando ao máximo a aproximação dela, chegando a ser esnobe com ela - Ela só consegue trocar as primeiras palavras com ele depois de meses, após várias tentativas frustradas. Nem tão mocinho assim se comparado ao seriado.

Ele é descrito como sendo a alma-gêmea de Elena.

Se no seriado, Stefan já é apontado como sendo pouco carismático, imagine o descrito no livro.


Katherine

Apresenta uma personalidade menos agressiva, diria até mais frágil e doce do que a Elena (tanto no livro quanto no seriado) e a Katherine do seriado. Ambas as Katherines, tem em comum o seu egoísmo de querer os dois vampiros, amando tanto Stefan quanto Damon, sem preterir um em relação ao outro. Fisicamente, tão linda quanto Elena, embora a sua tonalidade de cabelo seja um pouco mais escura.

Quem a transforma em vampira é o Klaus, como maneira de salvá-la de uma enfermidade.


Bonnie

Fisicamente ruiva e ainda descobrindo o potencial da sua magia com a ajuda da sua mãe. Ela e Meredith, garota branca e cabelos escuros - no seriado, quem assume esse papel de amiga é a Caroline, dividem a amizade de Elena, acompanhando-a nas atividades escolares e nos momentos de conflitos e suspense.   


Caroline

É a principal rival de Elena, disputando Stefan na escola e o cargo de garota mais popular da escola. Não são tão próximas assim. Se não me engano, fisicamente ela é morena e também chama muita atenção dos garotos da escola.


Matt, Tyler e Damon

São os personagens mais próximos das características e do perfil psicológico dos personagens do seriado. Porém, o Matt é bem mais próximo do Stefan, graças ao time de futebol americano, onde ele que fez o convite para o Stefan se juntar ao time. Matt não é irmão de Vickie, ela é apenas uma colega de turma que sai com um colega de time, o Dick - Amigo do Tyler.

Damon (sem olhos azuis) tão sarcástico, sedutor e arrogante quanto o do seriado. Durante o livro, antes de aparecer para o Stefan num bosque (no último capítulo desse primeiro livro), já havia se encontrado com ela 2 ou 3 vezes antes, embora os observassem o tempo todo. 

No decorrer desse livro, Tyler só aparece em dois momentos cruciais do livro (Tentando, abusar sexualmente da Elena no cemitério, na noite do baile, quando ela é salva por Stefan ao dar uma surra no Tyler; e quando, na casa Mal Assombrada, na comemoração do Halloween na escola, ele acusa o Stefan de ter matado um professor na festa), reforçando a sua personalidade de "badboy" e boçal.



II-) Fatos importantes que não surgiram no seriado ou foram alterados. Por exemplos:


 O Acidente dos Pais de Elena


Não era a Elena que estava no carro na hora do acidente, mas, a sua irmã Margareth - a única sobrevivente. Por isso, Stefan não poderia salvá-la e, até o final desse livro, a presença dele no local do acidente não foi mencionada.  Subtende-se que esse fato no seriado seja fictício. 


A escolha e a morte de Katherine


Quando Stefan e Damon descobrem que a Katherine os mordeu, ambos não a querem dividi-la, exigindo que ela faça a escolha dela por um dos dois. Ela pede alguns dias para dar a resposta. No dia da resposta, Stefan acredita que seria escolhido, porém, ela não é capaz de fazer essa escolha: Ela quer ambos e ambos eram profundamente apaixonados por ela.  

Ambos indignados, eles não aceitam, levando-a ela atentar contra si mesma. Ao nascer do sol,  ela se expõem ao sol sem o seu anel e se torna um conjunto de cinzas ao pé do carvalho. Quando ambos a encontram, ficam desesperados e entram em confronto.


A transformação de Stefan e Damon em vampiros


Não conformados pela morte de Katherine, ambos duelam. Primeiramente, Damon acerta Stefan com a sua espada e, logo em seguida, como autodefesa/vingança, Stefan o acerta com a sua espada. Assim, a transformação de ambos em vampiros.

A relação entre eles já é complicada antes mesmo de Katherine, onde os irmãos não são amigos e rivalizam a muito tempo, desde a morte da mãe deles. Por isso, Stefan transforma Damon em vampiro não para ter o irmão próximo dele, não para salvar o amado irmão,  mas, por orgulho e ódio.  


O amor de Stefan por Katherine


Stefan era tão apaixonado por Katherine que estava disposto a tudo para ficar com ela, não se importando em se transformar em vampiro e abrir mão da sua vida diurna. Diferentemente do Stefan, Damon era mais boemio. Quando ele foi mordido, ele não apresentou receio nenhum e nem mesmo na hora de consumir sangue humano. Para Stefan, "o sangue era o elixir definitivo, o vinho proibido - a essência ardente da própria vida".

No seriado, ele tenta negar o seu amor por Katherine, deixando claro que ela o manipulava mentalmente. 


O rancor de Damon em relação a Stefan


Primeiramente, surge quando a mãe dele morre no parto de Stefan. Damon ama profundamente sua mãe e culpa o irmão por ter a tirado dele. Depois, tem que dividir o amor de Katherine com ele, onde ambos são responsáveis pela morte dela, forçando-a a fazer uma escolha. E agora com Elena. 

É como se os irmãos estivessem sempre disputando o amor da mesma mulher, em diferentes mulheres.


A confissão de Stefan para Elena


Stefan confessa para Elena que era vampiro na pensão em que ele mora, depois de ser acusado da morte do professor na festa de Halloween na escola. No meio da confusão, Elena acredita na inocência dele e pede que o Matt o encontre para tirá-lo de lá, para evitar que a polícia e os convidados da festa o pegassem. Do colégio, ela vai encontrá-lo na pensão, ainda o encontrando-o com a boca suja de sangue, e lá ele conta para ela. 

Já apaixonada por ele, ela acredita na sua inocência e pede que ele confie nela, dando-o coragem para a revelação. Apesar do medo, ela dá o colo para ele e diz que o ama e o revela algo que ele desconhece: Que Damon está na cidade, ela já havia tido contato com ele e que ele poderia ter cometido os dois assassinatos na cidade e ter atacado a Vickie no cemitério. 

Diferente do seriado, Stefan conta que é vampiro (como o processo se deu) e inclusive o seu romance com Katherine. Elena não dá as costas para ele e nem termina o namoro, dizendo que vai estar ao lado dele. 


O reencontro dos irmãos


É a cena do livro mais próxima do seriado, embora, o cenário da discussão e da luta deles não seja na casa deles (como propõe o seriado), mas, no meio do bosque. O contexto da briga entre eles é o mesmo, embora, Damon já deixa muito claro que está interessado por Elena e exige que o irmão saia do seu caminho. 


A princípio são os pontos mais relevantes que podem ser destacados, demonstrando o disparidade entre o livro e o seriado, baseado em O Despertar. A medida que eu for lendo os outros livros, vou postando as minhas impressões. 



Tempo estimado de leitura: Entre 16 e 24h.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Com quem Elena deve ficar?!!! Stefan ou Damon?!!!




Quando se tem 17 anos de idade, por mais que se tenha uma personalidade forte e supostamente exista a ilusória crença do "eu já sei o que eu quero pra mim", falta a experiência de vida necessária para dar suporte as grandes escolhas e decisões.  Na ausência desse entendimento maior, fruto de vivências no decorrer da vida, Elena admite desde o começo que não sabe o que quer da vida, reforçada até então ao marasmo da sua vida pacata. Até o ingresso dos irmãos Salvatore, a sua vida mudou completamente, tendo a sua dinâmica de vida e os seus sentimentos alterados.

É engraçado quando a gente torce por um personagem, transferindo para ele os nossos valores, entendimentos e expectativas afetivas, muitas vezes, ignorando a subjetividade do personagem. No caso da Elena, é normal ter sede de vida e querer experimentar a paixão em toda a sua plenitude - característica da impetuosidade juvenil, os primeiros passos de quem está querendo aprender a viver e a amar. No início, emocionalmente sempre somos mais destemidos e aos poucos vamos descobrindo e nos tornando mais cautelosos para aprender a lidar com as frustrações e os desencontros.

Assistindo The Vampire Diaries com muita atenção, até então, no decorrer dessas três primeiras temporadas, eu não consigo me convencer de que o Damon seja o par ideal para ela.  Até porquê, ainda como fãs e espectadores, falta um posicionamento mais claro da psicologia da Elena: Qual será a direção em que a escolha dela irá tomar?!!! Se ela vai optar pela razão, por Stefan, personificando o relacionamento mais maduro, mais calmo e mais seguro, que é ansiado quando se alcança uma certa maturidade na vida, ou por Damon, personificando a paixão, a emoção a flor da pele, a aventura e um pouco de perigo (como ele mesmo define com propriedade), representando o desejo da jovialidade.

Baseado nos indícios vividos por Elena no decorrer da trama, se ela estava buscando paixão, emoção, aventura e perigo, ela encontrou ao lado do Stefan, antes mesmo da sua aproximação com o Damon. Boa parte de toda atribulação vivida, foi nos braços do Stefan que ela encontrou segurança, até mesmo quando ele perdeu o controle de si mesmo e se afastou dela para dar segurança - Quer prova de amor maior do que essa?!!! Mais do que amor, numa relação, a mulher tem a necessidade de se sentir amada e segura.

Nesse momento, em que eles se afastaram, pois havia uma espaço para isso, foi quando Damon entrou na vida dela e a cativou, apesar do seu jeito torto e desastrado.  Surgiu entre eles uma forte atração física, mas, um relacionamento não é feito apenas de paixão, embora, num primeiro momento, é preciso do fogo para esquentar a relação. Mas, com o passar do tempo, o fogo fica mais brando e a paixão diminui a sua intensidade. 

Quando supostamente Klaus "morre", ela escolhe qual destino deve seguir: Se deve ir se encontrar com Stefan ou Damon. Nesse momento, ela escolhe Stefan, lembrando-se do sábio conselho da sua mãe: No fundo, a gente sabe por quem o nosso coração bate mais forte, mesmo diante às dúvidas, seja de forma consciente ou baseada no instinto e no insight, e, é nesse momento em que a gente precisa ter a coragem de "libertar" a outra parte, assim como ela libertou o Matt e liberou o Damon.

Muitos podem justificar ou ter a ilusão de que ela deveria ter escolhido o Damon, quando ela justifica a escolha dela dizendo, "se a gente tivesse se conhecido primeiro poderia ser diferente". Sim, poderia, desde que ela tivesse convivido com ele antes do Stefan, o que de fato não aconteceu. A primeira conversa entre eles, por si só, não é suficiente para anular a escolha feita. Talvez, se fosse amor a primeira vista, mas, sem convívio o que adiantaria?!!! O amor não se sustenta em suposições.

Agora, no seu retorno como vampira, ela possa compreender todas as fragilidades que o Stefan apresentou quando Klaus despertou o seu lado "estripador" e ele optou "desligar o seu botão da humanidade" para não sentir tanta a dor (a pior dor que ele poderia sentir é saber que poderia ter a perdido pela situação), expô-la diretamente ao seu descontrole e instinto predador e protegê-la dele mesmo - Mesmo ele fazendo-a sofrer, seu instinto de proteção falou mais alto, nunca deixando de amá-la. 

Todos os indícios citados anteriormente justificaria a sua escolha, sobretudo, mesmo assim, ela possui mais afinidades com o Stefan, pois ambos são ponderados e procuram agir com ética na maior parte do tempo, do que com o impulsivo Damon. A escolha de Elena é muito complexa e independe da minha torcida ou da sua, pois, o que irá definir qual é o tipo de amor que faz mais sentido para ela: Um amor mais calmo e seguro ou uma amor mais aventureiro, irresponsável e quente. 

Até aqui, por todas as perdas pelas quais ela enfrentou, ela optou por Stefan, não porquê ela fosse apenas grata ao Stefan por ele ter a salvo no acidente do carro dos seus pais, como se ela fosse obrigada a escolhê-lo por causa disso, mas, por tudo o que ele representou até então. A paixão também foi experimentada com ele, mas, de uma forma mais linear, mais sábia, apesar de tantas reviravoltas sofridas.

A partir da minha leitura sobre o relacionamento desse triângulo amoroso e os indícios dados pelo autor até agora, eu considero o Stefan como a melhor escolha para ela. Só nos resta aguardar os próximos episódios e acompanhar como essa estória será desenvolvida e estarmos atentos qual tipo de amor ela quer. No livro, quem deveria definir o dilema de Elena era a autora norte-americana Lisa Jane Smith (mediante os rumores da sua saída da editora e a sua substituição por outros autores, em 2011) e, no seriado, são os produtores executivos Julie Plec e Kevin Williamson. Então, até que se resolva essa polêmica autoral e a finalização dos três últimos livros da triologia, podemos esperar qualquer coisa.


4 temporada do T.V.D. chegando...




Bella Swan?!!! Que nada. Eu prefiro muito mais Elena Gilbert, em muitos aspectos: Em termos técnicos, sem a menor dúvida, a atriz Nina Dobrev interpreta muito melhor do que a Kristen Stewart, demonstrando mais recursos e facetas do seu talento como interprete,  sem mencionar a sua beleza e sexy appeal; em termos de personagem, Elena é mais complexa e muito bem elaborada, mesmo sendo comparada a Bella (apesar de algumas semelhanças entre as personagens), ela consegue ser a mocinha-vampira número 1, graças também a qualidade do seriado The Vampire Diaries - Um dos melhores seriados do momento, onde, é impossível deixar de assistir um episódio atrás do outro. Embora, eu também goste da saga O Crepúsculo, com o decorrer da narrativa da estória, o encantamento da trama foi se perdendo, sobretudo no Amanhecer (Parte 1).

E, já estamos na expectativa da estréia da 4 temporada do Diários de um Vampiro, prevista para o dia 11 de outubro. Sinceramente, não vejo a hora!!! 




A trama promete mais reviravoltas, sem perder o ritmo e o suspense da estória, agora com Elena em sua versão vampírica, talvez apresentando o desfecho do seu dilema amoroso: Stefan versus Damon - Algo que gera muita polêmica entre os fãs do seriado.

♪♫ Gravity by Sara Bareilles




(...) Something always brings me back to you
It never takes too long,
No matter what I say or do
I'll still feel you here
'til the moment I'm gone...


You're on to me,

you're on to me
All over me!!!

♪♫ Jason Walker - Down





(...) And I'm tired of waiting

I'm waiting here in line
I'm hoping that I'll find
What I've been chasing...

♪♫ Hurts - Devotion




(...) Devotion, devotion..

Take me to safety!!!


♪♫ Ross Copperman - Holding on Letting Go




(...) Some prayers find an answer

Some prayers never know
We're holding on and letting go
Yeah, letting go...

♪♫ Ryan Star: Losing your memory




(...) Remember the day,

'Cause this is what dreams should always be.
I just want to stay,
I just want to keep this dream in me...

♪♫ Athlete - Wires



(...) Running down corridors

Through automatic doors
Got to get to you, got to see this through
I see hope is here, in a plastic box
I've seen christmas lights, reflect in your eyes...

♪♫ Tawgs Salter - Brave




(...) I think I'll be brave

And say how I've wanted you

Going around inside my head
Trying to talk me out of it
So lonely...Too lonely
If there's a possibility
You turn and run away with me
I need to...

♪♫ Jack Savoretti feat Sienna Miller - Hate and love




(...) Everything you are is everything i'm not

Night and day, light and dark
Everything i'll need is everything you've got
All in your hate and all in your love...

♪♫ The Afters - Ocean Wide




(...) Things were said, words that we'll try forget,

It's so hard to admit
I know we've made mistakes
I see through all the tears, but that's what got us here

If love is an ocean wide
We'll swim in the tears we cry
They'll see us through to the other side
We're gonna make it...

♪♫ Sara Bareilles - Breatle again



 (...) All those words came undone and now 
I'm not the only one
Facing the ghosts that decide if the fire inside still burns...

domingo, 16 de setembro de 2012

♪♫ James Morrison ft. Nelly Furtado - Broken Strings




(...) But you broke me

Now I can't feel anything

When I love you
Is so untrue
I can't even convince myself
When I'm speaking
It's the voice of someone else...



"As lágrimas não reparam os erros!!!"

The Verve - Bitter Sweet Symphony (with lyrics)

♫ Pitty - Na sua estante

"Eu não ficaria bem na sua estante..."