domingo, 31 de maio de 2009

Carinha de 20 poucos anos... Será?!!!



Gente, eu não posso negar que a paquera está no ar... Não apenas uma, mas, várias (Por favor, pelo menos isso para compensar a minha solteirice, né?!!!). Geralmente, o comentário em comum é o seguinte: "Nossa, você não tem cara de 31 anos, bem menos (24 a 26)". Apesar de ser um lisonjeio para mim, quem não gosta de estar sempre jovem?!!!, mas, agora que a ficha caiu:

- "Será que isso não está dificultando as minhas chances com o meu público alvo?!!!"


Geralmente, a turma mais velha, não dá muita bola para a turma mais jovem, com carinha de 20 poucos anos. Já que carinha de anjo, eu não tenho - Considerando, que ter "cara de safado", eu já tenha escutado muito; me resta ter esse ar juvenil.

- "Apesar de todo absurdo que possam me imputar, (eu só tenho fama de safado, porque na prática, ui... Podem chamar o Procon, é propaganda enganosa mesmo) eu tenho 31, antes de qualquer coisa, e adoro a idade que eu tenho, embora, o meu espírito, em muitos momentos, se identifica com o ar adolescente que ainda vive dentro de mim."


Mas, de toda forma, eu vou prestar mais atenção a esse comentário. Porém, quando é pra ser independe da idade cronológica que se tenha.

Parabéns, Irmãzinha!!!

maninha preferida, eu não vou entregar quantas velinhas serão apagadas, mas, hoje é o dia do seu niver!!! Happy Birthday, my sister!!!

Embora, você esteja em Cuibá à trabalho, eu gostaria de deixar registrado o meu amor e a minha admiração por você e, quando você chegar, a gente há de fazer alguma comemoração para não passar em branco.

O que eu poderia te desejar?!!! Muitas e muitas felicidades, já que os nossos laços e afinidades são eternas. Que Deus te proteja muito e que você consiga alcançar todos os seus propósitos, não apenas hoje, mas sempre!!!

Feliz Aniversário, tudo de bom,
São os votos do seu irmão,
Dan."

Um novo "hospede" pela casa...


Embora eu tenha passado a manhã e a tarde hibernando, recuperando as minhas forças e energias da balada de ontem, vocês devem imaginar o porquê, quando eu acordei, me comunicaram que havia um novo "hospede" aqui em casa...

- "Ai, ai, ai... Lá vem bomba!!!"


Simplesmente, a minha sobrinha ganhou de presente de um amigo, um sharpei gaucho e dourado de 5 meses, a coisa mais linda, o Dudu (O chamaremos assim). rs... Se não bastassem os dogs (Leo, Fred e Piu-piu) e os cats (Greg e Lua), mais um pet para a família.

- "Quando a minha irmã mais velha chegar em casa, quando voltar de Cuibá, vai dar um piti, quero só ver!!!" rs...

A balada foi maaaaaaaaaaaaaara...


- "Será que eu saio?!!!"

- "Sai!!! Sai!!! Sai!!!"

- "Saí."


Ontem eu fui para o meu "templo do beijo" aqui em Fortaleza... Dancei horrores, tomei algumas "long necks", foquei o meu olhar infravermelho e ... Eu só, sei que eu me perdi no meio da multidão, perdi a conta de quantas bocas eu beijei, com direito até a beijo triplo, quando, inesperadamente:

- "Hummm, você é aquele rapaz que estava me olhando lá no dance, né?!!!"

- "Hum rum, mas, você nem me deu bola..."

- "Ah, o que é isso..."

(...)


- "Kiss me!!!"


Minha gente a noite foi babado!!! Fiquei com quem eu quis... Com também nem imagina ficar, por ser areia demais para o meu caminhãozinho, com direito a muita azaração, mão boba, "brincadeirinhas mais ousadas", etc, só faltou o tal, mas, sem problema - a "night" de ontem, superou todas as minhas expectativas...


"Amém, Desejo... Amém!!!"

Fortaleza é uma das sedes oficiais da Copa de 2014!!!

Segundo Anselmo Góis, jornalista do Jornal O Globo: "As cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 no Brasil escolhidas pela FIFA foram São Paulo (São Paulo), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Belo Horizonte (Minas Gerais), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Curitiba (Paraná), Brasília (Distrito Federal), Cuiabá (Mato Grosso), Manaus (Amazonas), Fortaleza (Ceará), Salvador (Bahia), Recife (Pernambuco) e Natal (Rio Grande do Norte)".

Então, JÁ É!!! Fortaleza conta em seu favor o potencial turismo que ela possui, sem contar como é importante o porte de um evento desses para a cidade. Portanto, Prefeitura de Fortaleza e Governo do Ceará já podem arregaçar as mangas, pois, 04 anos passam correndo!!!

sábado, 30 de maio de 2009

More than words is...



... All I ever needed you to show
Then you wouldn't have to say that you love me
Cause I'd already know...

Engravidando as palavras


Assistindo uma reportagem no programa Na Rede, da TV União (canal 17), sobre as "mulheres de Deus" que faziam seus votos perpétuos trancandas nos muros dos conventos, uma freirinha falou da importância do silêncio e de ser econômica com as palavras. Quando você fala apenas o essencial, não corre o risco de dizer palavras desnecessárias e, muito menos, cometer excessos com o seu discurso. Nesse sentido, a expressão "engravidando as palavras" diz respeito ao emprego da palavra na medida certa, quando você fala o essencial a partir do amadurecimento e da reflexão do que se vai ser dito.

Encutando-a me fez completo sentido, não por considerar que o silêncio é muitas vezes eloquente e a melhor resposta a ser dada diante aos tolos. Mas, por outro lado, me senti em xeque, pela minha necessidade de palavrar, sendo até muito impositivo e ferino com elas. Porém, por ter um temperamento como o meu, eu não me nego e nem fico rogado de falar o que eu penso, mesmo que algumas "abobrinhas" possam vir à tona.

Todavia, o "engravidar palavras" também pode ser utilizado em benefício dos que falam demais - como eu faço, já que eu não me nego do exercício da reflexão. Agora, mediante aos impetos de última hora...

- "Aí aonde mora o perigo!!! Ai que meda!!!" rs...


Mas, vamos continuar com a liberdade de palavrar e agora, mais do que nunca, exercer a "maternidade/paternidade" de muitas palavras.

Essa música é muito apropriada...


Jeito Muleque - Teu Segredo


Como eu pude um dia me apaixonar por você?
Como eu pude um dia me envolver com alguém assim?
Tão diferente de mim
Tão nem aí pra sonhar
Por que tem que ser assim?
Bem que eu podia mudar

Se é errando que se aprende, eu aprendi com você
Só se sabe o que é bom quando conhece o ruim
Graças à Deus teve fim
Viver sofrendo não dá
Faça um favor pra mim?
Nem venha me procurar

(Refrão)
Não perco mais um dia de sol
Não deixo que tua sombra me assuste
Nem pense que eu fiquei na pior
Não vem me procurar, desilude
Você me entristeceu sem saber
Eu tive que mudar, foi preciso
Teu segredo roubou o meu sorriso...

O "pau da bandeira" em Barbalha (31.05)



Amanhã em Barbalha, no interior do Ceará, acontece a procissão do "Pau da Bandeira", um evento tradicional que mistura aspectos sagrados e profanos, mexendo com a fé da população local.

Dizem que as solteiras de plantão, ficam em pavorosas nessa data, ansiosas para pegar no "pau" para sair do caritó (desencalhar mesmo) de qualquer jeito. As mais afoitas e desesperadas apalpam o "grande amuleto" mais de uma vez, tudo para não correr o risco de ficar às traças e as baratas e ficarem para "titias".

- "Do jeito que andam as coisas, diante da situação precária das relações, aja "pau" para todo mundo pegar. Se eu pudesse, até eu ousaria colocar as minhas mãos neste "pau" para ver se eu desencalho. Aff... A rapadura é doce, mas não é mole não!!!"


"Amém, Desejo... Amém!!!"

Copa de 2014: Fortaleza está ansiosa...


Como vocês já sabem: O Brasil sediará novamente a copa do mundo, em 2014, após quase 64 anos que sediou a primeira vez em 1950, no Rio de Janeiro - Na época, o porte do evento era completamente diferente dos padrões atuais, sendo mais simples, em menores proporções. Mas, amanhã será anunciado as sedes nacionais aonde os jogos irão acontecer.

Ansiosa, Fortaleza se prepara em festa para receber a confirmação se vai ou não ser uma das 12 capitais brasileiras à prestigiar o evento. A Prefeitura Municipal de Fortaleza está preparando um show na Beira Mar e os bares esperam a rapaziada para comemorar a notícia, caso se positiva for.

Modestia parte, Fortaleza tem uma boa estrutura urbana, hoteleira e turística para se tornar uma das sedes oficiais, embora, o Castelão, principal palco dos jogos aqui, necessite de uma reforma geral.

Então, vamos aguardar o resultado oficial...

O desencontro afetivo no meio virtual




O fenômeno do desencontro afetivo é uma realidade mundial que permeia as relações reais, mediadas pelo convívio social, concreto e objetivo, quanto as relações virtuais, mediadas pelo acesso à internet (msn, salas de BP, sites de relacionamento), abstrato e subjetivo, onde existe um extensivo contingente de solteiros que busca viver o tão sonhado "amor eterno", aquele relacionamento envolto pelo "culto do amor romântico" que os grandes personagens shakespeareanos e de Hollywood vivem na literatura romântica e no cinema norte-americano. Já no Brasil, além dessas referências, também existem os personagens das novelas. Nesse sentido, a dinâmica desse fenômeno afetam ambos os casos, embora os fatores que o influenciem sejam os mesmos:

1) A busca incessante e vital pela busca da sua "alma gêmea", o seu par ideal, pois, só encontrando a sua cara metade, dizem que é possível viver o grande amor de uma vida inteira: recíproco, estável e duradouro;

(Será que existe mesmo "alma gêmea"?!!! Será que obrigatoriamente todos irão encontrar nesta vida?!!!)


2) Buscar no outro todas as características físicas e psicológicas que você acredita serem adequadas para lhe fazer feliz, criando um padrão ou tipo ideal que deve ser preenchido pelo seu "amor", caso contrário, não lhe servirá. Nessa valorização do "tipo ideal", a pessoa que você sempre sonhou, é necessário que ele ou ela preencha todos os requisitos essenciais para a vaga do seu coração. Como se não bastasse isso, "o salvador da pátria" também tem a difícil missão de preencher todas as suas lacunas e expectativas;

(Veja como é cruel para quem estar chegando na sua vida ter a obrigação de lhe fazer feliz e preencher os seus vazios, obrigação e vazios que são responsabilidades suas. Não é entrar numa relação já com uma grande desvantagem?!!!)


3) Com a banalização do sexo e a vulnerabilidade das relações, graças as facilidades, os pecados e as tentações que interferem direta ou indiretamente nas relações e nos desejos e instintos humanos, porquê a permissividade e o "sexo pelo sexo" estão aí, muitos amantes se frustraram e se desiludiram no decorrer dessa busca afetiva, fazendo com que muitos deles reproduzam o sistema caótico afetivo que vivemos hoje, sobretudo com a "Era do Ficar" (nada contra o "ficar", pelo amor, mas, ele contribuiu para a diluição do compromisso entre os casais, justamente porque está pautada no exercício da subjetividade de forma irresponsável e sem compromisso);

4) Se existe um ambiente própício para a propagação da infidelidade e para a libertinagem e a promiscuidade, os laços afetivos em si e entre os casais vão se tornando mais efêmeros e também se inclui a vontade de experimentar diferentes parceiros. Isso, por sua vez, deixou de ser considerado como tabu ou proibido e como atitudes de "pessoas sem vergonha", já que a própria sociedade passou a legitimar esse tipo de "permissividade";

5) Enfim, a modernidade também modernizou a estrutura dos relacionamentos, deixando de ser tradicional e puritana para ser descolada.


Se notarmos, esses fatores legitimam a busca do impossível, à medida que você passa a buscar e a valorizar conceitos e padrões impossíveis ou arduamente difíceis de serem alcançados, facilitando a frustração de quem quer o impossível a todo custo, e a fragmentação das relações mediante as facilidades que todos nós encontramos por aí (muitas oportunidades de "escapadinhas", sejam elas sem importância nenhuma para quem trai, uma grande demanda de solteiros que estão sedentos para encontrar esse grande amor que todo mundo diz que existe ou já ouviu falar, aumentando a variedade de parceiros, o beijo e o sexo descompromissados que alimentam o bordão "eu pego, mas não me apego" e as velhas desculpas de que a carne é fraca - e é mesmo).

Diante desse contexto adverso, muitos solteiros ficam concentrados em sites de relacionamentos buscando ambas as opções: Tanto um relacionamento sério quanto aventuras sexuais. Grande parte desses solteiros querem desesperadamente viver um grande amor, uma relação séria. Já aqueles que não acreditam mais nessa possibilidade e estão magoados e desiludidos, devido as suas relações anteriores, juntamente com os casais mais liberais e os infiéis buscam deliberadamente e muitas vezes sem culpa por fetiches, orgias e aventuras sexuais.

É nesse misto e nesse conflito de interesses que cada um busca o seu objetivo. Esse contraste acaba alimentando o desencontro afetivo no meio virtual. Teoricamente, se existem um grande grupo de pessoas agregadas num mesmo local e com objetivos em comum, pelo menos, a maior parte deles, não seria mais fácil encontrar o que tanto procuram?!!! Deveria ser assim, se não houvesse o choque dos interesses entre eles, compromisso sério versus o descompromisso, atuando como efeito desagregador, além da busca do parceiro ideal.

Alguns até conseguem encontrar parceiros a fim de construir um relacionamento sério, mas, a sua super valorização do "tipo ideal" sempre fazem com que eles optem pelo modelo que sonham ("o principe e a princesa encantados"), buscando o impossível e negando o que é possível ter, pelo menos, naquele momento. E diante dessa insatisfação, relacionamentos são desfeitos, pessoas são magoadas e sentimentos não zelados.

É nesse contexto caótico que os solteiros (estimasse que existem 53 milhões de solteiros no Brasil) vão tentando fugir da solidão, embora precisam vencer o fenômeno do desencontro afetivo para mudar de status afetivo. Como facilitar esse conflito subjetivo e comportamental?!!! Eu acredito que cada um deva estar consciente para essa problemática e tentar ir se desapegando dos seus padrões ideais ("se não for tal e qual eu não quero") para assim adotar uma postura mais flexível e não determinista para facilitar e viabilizar o tal encontro.

Tantos paradigmas pessoais quanto comportamentais precisam ser quebrados, caso contrário, o contingente de solteiros só irá crescer e cada vez mais se tornará mais impossível encontrar um par para se construir uma relação possível e bacana. Tanto para o contexto real quanto virtual.

Paradoxo do Tempo By George Carlin



"Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.

Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.

Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.

Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.

Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'.

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.

Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.

Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre!!!!!"

Em alguns momentos, a beleza...


... Me deprime!!!


Não como forma de repudiá-la, pois é impossível não contemplá-la. Porém, no momento em que você se rende a ela, sem qualquer resistência e você se dá conta de que, dependendo dela, você jamais a terá em seus braços.

- "Para tudo, os meus olhos se rendem diante dela, num misto de depressão e extase. Definitivamente, quem pode, PODE!!! Quem não pode, como eu, fica chupando o dedo e sonhando com o impossível, com o intangível e o que eu jamais poderei ter - Só me basta aceitar e me resignar que ela é puramente contemplativa e os meus dedos não podem alcançar."


A beleza é multipla, pois ela se faz representada em diferentes formas, sem regras. Muito embora, por si só, ela não se basta, precisa de algo mais, do diferencial que apenas a alma e o seu reflexo podem mantê-la.

- "Não tem como eu não me emocionar diante do que os meus olhos contemplam. Alguns corpos em seu conjunto simbolizam uma verdadeira obra de arte, dentro de cada peculiaridade. Eu não saberia ser incisivo como o poeta em dizer que ela é fundamental, mas, é muito bom de admirá-la em sua plenitude, na emoção que ela nos transmite, mesmo sabendo que ela é relativa e questionável."


O que eu poderia dizer mais?!!! "Amém, Desejo... Amém", simples assim.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Às mil voltas...


Rubik Cube Generator


E ela está à girar, girar, girar e girar... Faltando-me uma possibilidade concreta para que eu possa dar uma virada de mesa. Por mais que a minha cabeça pense, ela não está conseguindo encontrar um ponto de partida adequado - Um divisor de águas.

Enquanto isso, a minha cabeça dá mil voltas sem sair do lugar. O que fazer?!!! Como fazer?!!! Qual rumo tomar?!!! Essas e outras questões só o tempo responderá, pois, eu estou mais perdido do que cego em tiroteio.

- "Definitivamente, só me resta esperar..."

Se eu for fechar meus olhos p/ tudo...


... Coitado de mim!!!



- "Dan, não seja amargo: O burro se vinga, o inteligente perdoa e o sábio esquece!!!"

- "Eu me vingo, eu não perdoo e não me esqueço das coisas ruins que me fazeram!!! Eu sou assim, fazer o que?!!!" rs...


Eu só não posso cobrir o sol com a peneira e, muito menos, fechar os meus olhos para os dissabores que eu já tive na minha vida. Não com o prazer que um masoquista sente em se flagelar ou o saudosisismo de recordar determinados momentos, mas, para nunca esquecer as lições que eu tive que aprender às duras penas.

Não posso dar a minha cara a tapa e repetir os mesmos erros como se fossem inéditos, vividos como se fossem experimentados pela primeira vez. Isso me nego, veementemente. Isso sim é burrice. Isso sim é não ter amor próprio.

Por mais que o meu coração esteja magoado, se existam momentos que eu use um discurso amargo, eu não posso esquecer que eu tenho marcas e cicatrizes que me fazem ser assim, se por sorte ou azar, fica por conta de cada um, mas, amadurecer também acontece na base da porrada, da desilusão, da frustração e da lucidez. Foi-se o tempo que eu via um mundo "cor-de-rosa", todo certinho, onde Papai Noel e Coelhinho da Páscoa existem, que os meus pais eram super heróis, o amor eterno existe e pode estar ao seu lado e que eu seria 100% feliz.

- "É né, vivendo e aprendendo. Por mais de pensamento positivo que você tenha na vida, chega uma hora que cai por terra - Vamos dizer que eu esteja vivendo um momento de fragilidade e desfé."


Por favor, só não me peçam para acreditar em contos de fada, estórias da carochinha, conto do vigário, qualquer lorota que se conta por aí. Para eu acreditar, eu preciso ver, tocar e sentir não por um breve momento...

- "Se é para errar, nada contra, que seja baseado em novos erros e não nos antigos. Não é do meu feitio fechar os olhos para a realidade da vida e para as canalhices e contradições humanas."

A sorte do dia:

"O amor conquista tudo."



What?!!! This is




Só pode ser estorinha para boi dormir... "Bull sheet"!!! Conte essa lorota para outro, porque comigo não cola!!!

Próximo!!!

Sono irregular... Zzzzzzz


Nunca foi novidade que eu troco o dia pela noite, justamente por adorar a noite e o meu rendimento ser melhor nas madrugadas. Mas, nesses dois últimos meses, principalmente, devido a ansiedade por um desfecho em minha vida, desfecho esse que nunca chega, eu estava com insônia - podendo chegar até 48 horas ligadão no ar ou no máximo de 3 a 4 horas de cochilos intercalados (o tilte corporal devido ao cansaço do corpo).

Pois, muito que bem, não foi que hoje, eu consegui dormir 13 horas diretas, ininterruptamente!!! Vai lá saber que sono mais sem regularidade é esse... Motivos são muitos, mas...

ZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

quinta-feira, 28 de maio de 2009

"Traumas", mentiras versus verdades


Hoje, eu estava lendo o blog de um amigo muito querido e li um post que ele escreveu sobre a mentira. Logo me lembrei da música "Traumas" do RC, que é uma música que eu gosto muito e retrata muito bem sobre essa ferramenta humana questionável que é mentir.








Meu pai um dia me falou
Pra que eu nunca mentisse
Mas ele também se esqueceu
De me dizer a verdade
Da realidade do mundo
Que eu ia saber
Dos traumas que a gente só sente
Depois de crescer

Falou dos anjos que eu conheci
No delírio da febre que ardia
Do meu pequeno corpo que sofria
Sem nada entender

Minha mulher em certa noite
Ao ver meu sono estremecido
Falou que os pesadelos são
Algum problema adormecido
Durante o dia a gente tenta
Com sorrisos disfarçar
Alguma coisa que na alma
Conseguimos sufocar

Meu pai tentou encher de fantasia
E enfeitar as coisas que eu via
Mas aqueles anjos agora já se foram
Depois que eu cresci
Da minha infância agora tão distante
Aqueles anjos no tempo eu perdi
Meu pai sentia o que eu sinto agora
Depois que cresci

Agora eu sei o que meu pai
Queria me esconder
Às vezes as mentiras
Também ajudam a viver
Talvez um dia pro meu filho
Eu também tenha que mentir
Pra enfeitar os caminhos
Que ele um dia vai seguir

Meu pai tentou encher de fantasia
E enfeitar as coisas que eu via
Mas aqueles anjos agora já se foram
Depois que eu cresci
Da minha infância agora tão distante
Aqueles anjos no tempo eu perdi
Meu pai sentia,
Sentia o que eu sinto agora
Depois que cresci

Meu pai tentou
Tentou encher de fantasia...




- "Particularmente, eu não compactuo com determinadas mentiras e omissões, sobretudo aquelas que denunciam a falta de caráter e escrupulos dos outros. Eu ainda acredito que a melhor maneira de não se tornar refém e dependente delas é usar de sinceridade, doa a quem doer, mesmo que ela esteja envolta de verdades que possam nos expor. Não existe liberdade e redenção maior do que a verdade, seja ela qual for."

Que sina é essa?!!! Aff!!!

Passssssssado é pouco, preterizado é a palavra. Que sina é essa que me faz deparar com paqueras de outros estados?!!! Pura atração. Olha que eu não busco e nem me esforço para que essas "coincidências" aconteçam comigo - Fluem naturalmente!!! Ai que meda!!!

- "Que imã pessoal é esse que só atrai para perto de mim personas de outros estados?!!! Se eu vou para night, se eu fico aqui, 90% das vezes é com personas de outros estados, sobretudo do Sul e Sudeste... E, como senão bastasse, no mundo virtual acontece a mesma coisa."


Se nos diferentes sites de relacionamento o assédio maior é por parte do povo forasteiro, até numa simples sala de BP, apenas para passar tempo, tanta gente para me abordar, eu tinha que ser abordado por paulistas. Duas noites seguidas, a mesma coincidência, abordagem paulista na cabeça - Mas, com os seguintes diferenciais: a primeira abordagem, a persona estava de passagem por Fortaleza, mas em junho está de volta por causa do trabalho, e, a segunda, está morando aqui, tanto que me deu o n° do seu celular para eu ligar mais tarde.


- "Será que eu ligo?!!!"


- "Liga, liga, liga,liga!!!"

- "Não. Eu não vou ligar... Eu não quero encontrar sarna para me coçar, até mesmo porquê, é muita areia para o meu caminhãozinho. Eu não tenho cacife para cobrir a aposta e quebrar a banca."


Eu só sei que quando esses fenômenos acontecem comigo de atrair espontaneamente personas de outros estratégias, de formas inesperadas, surreais até, é algo que sempre me coloca em xeque, porque eu não tenho uma explicação racional para dar, e evidencia o meu ponto fraco e quedinha por outras naaturalidades diferentes da minha. Que imã pessoal é esse?!!! Eu fico preterizado com isso... nem...

- "O pior que a conversa dessa madrugada foi completamente despretenciosa, mas, que o desfecho final foi babado!!! Eu posso até nem ligar mais tarde, mas esse n° de celular vai ser devidamente arquivado, caso surja uma reviravolta neste caso." rs...




"Amém, Desejo... Amém!!!"

Rush



[Kardinal]
De gal them rush to feel the ill touch
Gal them ball and gal them a scream
De think ita love but a lust,
Thats why a bad gal beside is a must for I bust
She's the angel of me consious yo yo yo

[Rihanna]
Never thought that I could feel somethin so strong
I wanna hold on to this moment before it's gone
I wanna hold your body close its callin to me
And when I look into your eyes I'm liking what I see
Boy dont hold back from me
Just give me everything you got
I want the lock and key
I know your gonna keep it hot

[chorus]
I catch a rush boy whenever we touch I go crazy
I'm feelin you baby
I dream like this boy whenever we kiss I cant take it
You know I cant fake it

[Kardinal]
Yo yo yo
Well I'm back with the boys and I knowin dat
Dont watch my face my gal you know I'm coming back
Most of mea gal them slide off easy like a thunder clap
When I see you from the back you know me need all a dat yo yo yo

[Rihanna]
Dont even know your name
But this feels so right
It's like I known you boy for all of my life
Dont need to say a word
We both understand
And my eyes are tellin you
Catch me if you can
I'm fallin faster now
You know you got me where you want
To late I cant slow down
No way we're ever gunna stop

[chorus]
I catch a rush boy whenever we touch I go crazy
I'm feelin you baby
I dream like this boy whenever we kiss I cant take it
You know I cant fake it

No I cant take it
No I cant take it
No no

[Kardinal]
My girl turn it around and cut it out
And come a little close so you feel what I'm bout here

No I cant take it
No I cant take it
No no

[Kardinal]
My girl turn it around bring it near
Let me show you a thing dat a done ya career

I'm fallin faster now
You know you got me where you want
To late I cant slow down
No way we're ever gonna stop

[chorus x2]
I catch a rush boy whenever we touch I go crazy
I'm feelin you baby
I dream like this boy whenever we kiss I cant take it
You know I cant fake it

quarta-feira, 27 de maio de 2009

O Beija-flor e a chuva


Bom dia, Sol!!! ???????????? Mas, cadê o sol?!!! Isso já está uma constante por aqui: "A chuva resvalando pela janela, fazendo aquele friozinho gostoso que dá aguela preguiça gostosa de não querer sair mais debaixo das cobertas, um ótimo momento para ser compartilhado à dois..."

- "Ai, ai, ai... Como diria um ex-colega de faculdade: Oh, vida mais ou menos..." rs...


Mas, vamos que vamos, sem deixar a peteca cair, pois hoje é outro dia. E o beija-flor na janela, voando de um lado para o outro com as asas molhadas, tentando bravamente se proteger da chuva. Sinto-me assim, desprotegido, voando de um lado para o outro sem saber o que fazer ou... Ora sei, ora não sei...

- "Hummmm, que preguiça existencial... Quero colo!!! Quero um afago!!! Quero um beijo sincero!!! Quero a vida que eu queria para mim..."


Quanto desperdício... Quanta contradição... Quanta complexidade e profusão de sentimentos... Vejo-me neste beija-flor, indo de flor em flor, buscando o seu néctar, sem ter um pouso único e acalientador.

Por quantos quilometros
Eu ainda hei de voar
Em quantas flores
Eu ainda hei de beijar
Para alcançar o meu ápice de extase:
Me nectar!!!

Entre sentimentos confusos...


Entre sentimentos confusos eu estou, depois dessa nossa última conversa... É um misto de bem querer e não querer, de compreensão e não aceitação. Naturalmente, que não tem nada a ver com resgatar o que já não voltará e perdeu o sentido de ser, já que eu não acredito nessa possibilidade, mas, a constatação que o sentimento ainda está vivo, menos intenso. Ainda está presente em mim, não aniquilado totalmente, mas, entorpecido, adormecido talvez.

Quando a gente ainda gosta de alguém, não é fácil deixar de gostar de uma hora para a outra, até que se prove ao contrário, nós ainda não somos máquinas e nem temos um botão liga/desliga, embora alguns pretendam ser. Já saí do meu estado de luto, a situação não é tão incômoda assim, mas, o sentimento existe, está ali, não há como negar isso.

- "Esquecer-te de vez, é uma questão de tempo e substituição." rs...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Owww maldição!!!


Dessa vez vai...
Para onde?!!!
Para o mesmo ponto de partida
De uma vida inteira:
Eu voltei para a estaca zero,
Desiludido, frustrado,
Sem fé!!!


O que parecia ser diferente
Me trouxe para o mesmo ponto
Rememorando todas as sensações,
Antes já sentidas:
Tristeza, impotência
Vazio, indignação
Raiva, improdutividade...


Voltar ao fundo do poço,
Mais uma vez,
Me sugere
O contato com aquela velha mola
Alojada no seu final
Que nos impulsiona como o último recurso,
Pós-queda livre,
Para ressurgir:
Cair, reunir todas as forças para levantar,
Até aquelas que se encontram escondidas,
Invisíveis aos olhos,
Erguer a cabeça, reunindo a dignidade e o amor próprio que restauram,
E prosseguir tendo acender a chama da fé...


Mas, como acender essa chama?!!!
Como sobreviver aquele estágio de desestímulo?!!!
Tão amargo, tão conhecido, tão cansativo
Tão familiar, tão inoportuno
Que nos dá vontade de chutar o balde
Desistir de tudo
Se esconder do mundo
Fechar a porta do coração, sem querer abrí-la,
Nem ter que jogar esse jogo sórdido


É muita mágoa acumulada
Marcas na alma
Feridas que nunca deixam de sangrar
Sonhos perdidos
Ingenuidade roubada
Romantismo decomposto
Uma maldição a ser desfeita


Owww maldição!!!
Que me persegue
Evidenciando os meus temores
As minhas fragilidades e inseguranças
As minha incapacidades e defeitos
As minhas limitações
O meu dom para relacionamentos impossíveis


Eu só sei que nada sei...
Que o que eu vivi até aqui
Não chegou nem perto do que eu queria ter vivido
Será que eu vou viver um dia?!!!
Será que eu vou ser merecedor de um milagre?!!!
Será?!!! Será?!!! Será?!!!
São tantos serás?!!!

(Daniel Igor, 26/05/2009)

Espero que tenha sido a última conversa...


Por mais que a gente tente apagar o que passou, não querendo tocar no assunto, até mesmo como um escudo protetor, o passado tende a bater na nossa porta... Eu ainda acho que determinadas conversas são desnecessárias e sofridas demais, mas, quando ainda existe algo a se dizer, é inevitável fugir do que ainda precisa ser dito. Se serve de desabafo para quem precisa dizer, ótimo, mas, por mim, eu não teria dito mais nada - Mas, já que insistem, eu não posso me furtar de proferir certas palavras. Mas, diante dos meus argumentos, rebatê-los como?!!! Quem deveria se pronunciar, porquê sentia a necessidade disso, apenas se restringe a me dar razão. É sempre assim: "Fazem o que fazem, reconhecem que erraram e, de alguma forma, querem resgatar o que não há mais como resgatar - Nem a amizade voltará a ser como antes..."

- "Tomara que tenha se esgotado qualquer pronunciamento sobre esse assunto, porque eu não quero mais ter que pensar ou falar sobre. Conversamos e nada mudou, porque já não havia mais nada para ser mudado. Simplesmente, nos perdemos no meio do caminho e, com certeza, é um caminho sem volta, como tantos outros."


Fragmentos da nossa última conversa de hoje a tarde:


(...)


R: Oi
Dan: Olha, para o nosso bem... não vamos mais tocar no que "poderia ter sido e não foi"...

R: Ok.

Dan: Eu sinceramente não quero pegar abuso de vc. Estou magoado contigo...

R: Tá certo.

Dan: Mas, mesmo assim, torço por sua felicidade... Vc fez a sua escolha e eu respeito...

R: Sem palavras.

Dan: Só não vamos ficar colocando o dedo na ferida

R: Tá certo. Não tenha raiva de mim só isso... Eu sou a mesma pessoa q vc conheceu, tá?

Dan: Não esqueci você, mas, é algo que o tempo logo vai amenizar... Não sou uma máquina que desliga de uma hora para a outra... Mas, é melhor assim...

R: Dan, eu nao esqueci vc , não se deixa de gostar de alguém assim do dia para a noite , o que houve apenas uma mudança em outros aspectos de minha vida . Vc é o mesmo pra mim, nao confundo as coisas.

Dan: Então, tranquilize o seu coração...

R: Ele está calmo.

Dan: Então, ótimo... O que importa é a sua consciência.

R: Por deus , ela está tranquila.

Dan: Se ela está tranquila, o resto é resto...

R: Pra vc entender meu ponto de vista , teriamos q ter uma conversa olho a olho, isso nao ainda nao dá, mas um dia vc entenderá, eu sei disso.

Dan: Rê, eu não estou pedindo explicação nenhuma!!!

R: Tá bom.

Dan: Na verdade, eu nem estou interessado em saber dos detalhes. O que eu passei e senti são suficientes para me deixar consciente que a melhor coisa para nós 2 é esse rompimento.

R: Só saiba q ao entrei mais em seu blogg, nao vou usar seus pensamentos contra vc , como vc diz, tá?


(...)


Dan: De toda forma, é melhor vc não ficar lendo o meu blog, assim evita vc não compreender o que lê, até porque não é a primeira vez que isso acontece...

R: Já disse: Não entro mais lá.

Dan: Melhor, evita de vc ler o que não deve...

R: Tá tao erótico assim seu blogg?!!!

Dan: Nada de erótico... Mas, pelo menos, evita de vc ler algumas coisas que eu possa me referir a vc.

R: Pelo jeito estou na berlinda lá...

Dan: Sério, não desejo o seu mal... mas, não me peça para ser complacente com vc...

R: Na verdade queria levar uma surra de vc.

Dan: Nem tanto na berlinda... Levar uma surra de mim?!!! Porque?!!!

R: da Nazareth, sem tesoura

Dan: Mas, porque levar uma surra?!!! Rê, vc apenas agiu como as demais pessoas agem... Não me chatiei com vc por causa disso... Se eu tivesse na sua situação, talvez eu agisse da mesma forma (claro, que não ficaria com ex, não faz o meu estilo)... Mas, não agi...

R: Nosssssssssssssssssssa

Dan: Sua reação foi completamente previsível... e eu estava preparado para isso...

R: Sabe , eu sou muito carente , nao consigo viver sem a presença fisica , juro q tentei.

Dan: Mas, vc não respondeu porquê quer levar uma surra de mim... PORQUE?!!!

R: Vc é maravilhoso!!!

Dan: Não me adianta nada ser maravilhoso... E vc sabe que eu tenho "n" defeitos...

R: Quero uma surra ai vc me bate , bate , bate , e ai olho pra vc e te beijo e vc me joga na cama (com cara de estuprador ) hehehe ....e nos amamos (cafageste eu né?!!!)

Dan: Rê, vc pode fazer isso com outra pessoa, seu ex por exemplo... Vc não precisa de mim para isso. Enquanto, estávamos juntos, mesmo carente, eu não sucumbi aos meus instintos... Agora, a partir do momento que nós terminamos, aí mudou de figura... Já havíamos terminado antes do dia 13/05... Eu já tinha dado como terminado antes disso... na quinta-feira, a última vez que nos falamos...

R: Nao fiz nada , namorando vc, relamente foi depois disso...

Dan: Só queria uma definição do que aconteceu com a gente para que cada um estivesse livre para fazer o que bem entendesse da vida. Por isso que eu lhe disse que não me senti traído.

R: Tudo bem, vc tem razão!!!

Dan: Porque eu não me senti traído, apenas, aconteceu algo fundamental... Eu só deixe de confiar no "amor" que vc dizia sentir por mim. Na verdade, nem amor era... era uma vontade de amar...
O que aconteceu com a gente foi "VONTADE DE QUE DESSE CERTO"... Mas, não deu...

R: Vc me amou? do fundo do coraçao. Me responde.

Dan: Não sei definir se era amor, mas, era forte o suficiente para me arriscar por vc.

R: Eu chorei muito por vc, lembra?

Dan: Chorar não diz nada Rê. Quando vc poderia ter feito toda a diferença vc não fez, optou pelo mais fácil. Hoje eu não me arrisco mais por vc... porque, eu não acredito mais nos seus sentimentos... Vc sabia tudo o que eu estava sentindo: todas as minhas dúvidas, os meus medos, os meus problemas, enfim, eu fui sincero com vc... Isso, eu posso bater no peito e dizer!!!

R: Vc tem razão.

Dan: Gosto de vc, não vou mentir, mas, eu não me vejo mais ao seu lado. Duas semanas se passaram e o tempo é sábio... Eu jamais iria ficar com vc, dependendo de vc, sou muito orgulhoso e tudo o que eu não queria escutar na época - de vc, dos seus amigos, da sua família que eu era um "oportunista querendo me dar bem as suas custas"... Como vc pode ver: Eu não sou o tipinho que está por aí...

R: Eu sei q nao.

Dan: Eu ainda tenho vergonha na minha cara... EU TENHO BRIO!!!

R: Sempre soube.

Dan: Das vezes que eu terminei com vc, não foi porque eu não gostasse de vc, foi porque eu duvidava se daria certo. Vc nunca engoliu a história do "comprar-me com a chave do apto".

R: Isso vc tem razão

Dan: Até porque vc não entendeu...

R: Cada vez q lia isso no blogg , eu passava mal de raiva

Dan: Não estava dizendo que vc queria me comprar. Eu queria que vc compreendesse que não era a chave do apto que me serviria de estímulo para ficar com vc, porque o mais importante era vc e não o apto, mesmo sabendo, que iria resolver os problemas no primeiro momento. Vc fez o que fez, uma motivação baseada por uma interpretação errada da sua parte. Tbm me expressei mal, mas, vc interpretou uma coisa, que no fundo era outra. Enfim, aconteceu o que aconteceu... vc fez a sua escolha... Sinceramente, tomara que você tenha feito a melhor escolha para vc (acredito que tenha feito), porque eu sou complicado demais... Sou meticuloso quando o assunto se trata de coração!!! Mas, eu estava empenho por nós 2... enquanto vc fazia e acontecia... eu estava resolvendo a minha vida aqui, para me desocupar o mais rápido possível...


(...)


- "Se eu pudesse, eu desligaria a chave do meu coração e a jogaria fora para não ter que passar sempre por essa situação: "Você se dedica, reune forças para tocar o impossível e se decepciona, sabendo que o desfecho final é sempre o mesmo, só muda os personagens envolvidos, o coração sangra e precisa se recompor mais uma vez". Porque tem que ser assim?!!! Cansa a rotina de cair, levantar e superar..."

Blindando-me


A busca de uma vida inteira não surge de um dia para a noite, de forma súbita e abrupta, apenas para aplacar e abrandar uma ânsia, uma ausência, uma lacuna... Não é querendo substituir um erro com o outro, que não existirá o abismo ou o risco eminente. Quem se rende à precipitação, amarga a frustração.

Estou num momento de fragilidade, de vulnerabilidade, por isso, é necessário me blindar, colocar a minha armadura para me proteger de mim mesmo, para não ser tragado pelos meus maremotos, tempestades e vendavais, e nem ser atropelado pela ânsia e irresponsabilidade dos outros. Preciso me manter vivo nesse mundo cão, já que ileso eu não posso... Ninguém passa por aqui incólume totalmente, mas, não se trata aqui de se acovardar apenas evitar um tiro fuminante no meio do peito ou dar mais cabeçadas na parede.

Quando se vai com muita sede ao pote, a água é derramada. E quando algumas situações sucumbem num primeiro momento, ainda bem que sucumbiram, porque demonstram o quanto as intenções e as estruturas são frágeis. Ainda bem, apesar da indisposição inicial, é melhor assim, já que evita dissabores piores e futuros. Blindando-me é uma forma de me respeitar e de me magoar com os perigos e as oscilações do mundo e a instabilidade emocional dos meros mortais.

Blindo-me para sobreviver, blindo-me para estancar o sangue que jorra em mim...

Baby, Hush Hush!!!



I never needed you to be strong
I never needed you for pointing out my wrongs
I never needed pain, I never needed strain
My love for you was strong enough you should have known
I never needed you for judgement
I never needed you to question what I spent
I never ask for help, I take care of myself
I don't know why you think you've got a hold on me
And it's a little late for conversations; there isn't anything for you to say
And my eye's hurt, hand's shiver, so look at me and listen to me because


[Chorus:]

I don't want too, stay another minute; I don't want you, to say a single word
Hush, hush, hush, hush, there is no other way; I get the final say, because
I don't want too, do this any longer, I don't want you, there's nothing left to say
Hush, hush, hush, hush, I've already spoken, our love is broken
Baby, hush, hush

I never needed your corrections
On everything from how I act to what I say
I never needed words, I never needed hurts
I never needed you to be there everyday
I'm sorry for the way I let go
From everything I wanted when you came along
But I'm never beaten from broken up defeats
I know next to you is not where I belong
And it's a little late for explanations; there isn't anything for you to do
And my eye's hurt, hand's shiver, so you will listen when I say, baby

[Chorus]

No more words, no more lies, no more crying
No more pain, no more hurt, no more trying

Tá todo mundo "crisado"!!!



- "Por misericóridia, tá todo mundo "crisado"!!!"


Quem pensava que a crise era apenas um preocupação e um problema da área econômica (globalização, queda das bolsas de valores, desvalorização das moedas, concorrência voraz e desigual, aumento dos juros, das taxas e tributos de mercadorias e serviços, redução do poder aquisitivo do trabalhador, monopólio das riquezas), ledo engano - Ela atingiu todas as áreas, de diferentes formas. A crise é geral, a humanidade está em crise.

Crise na política (corrupção, trocas de favores e tráfico de influências, reformas e leis que nunca saem do papel ou chegam em votação, os privilégios e as regalias absurdas do políticos), na educação (a educação pública vai de mal à pior e, se isso não bastasse, ainda tem o bullying e a violência escolar), na vida social (exploração e degradação humana oriundas da falta de moralidade em todos os setores, da escassez de emprego, dos baixos salários, da derrocada da tradição familar, da falta de consciência e tolerância social, do populacho da cultura, o desrespeito aos direitos humanos), nas relações pessoais (a banalização do sexo, a fragilação dos relacionamentos, a pouca durabilidade dos casamentos, a falta de zelo com os sentimentos dos outros, o individualismo exacerbado, a falta de consciência e bom senso, a infidelidade), na saúde (despreparo dos profissionais de saúde, ausência de leitos hospitalares e uma rede de saúde eficiente, existência de epidemias e pandemias, a alta dos preços dos medicamentos), na religião (o mercado religioso e o comércio da fé, a pluralidade religiosa onde as richas entre seitas e religiões aumentam cada vez mais e a desfé dos homens), enfim, entre tantas áreas artes (o que é arte nesse país?!!!), transporte (o colapso do trânsito e os acidentes automobilísticos), saneamento básico (falta de esgoto, estrutura de habitação, sistema de energia e de água descentes). Sem falar da crise ambiental, motivada pela ação degradante do homem sob à natureza.

É ou não uma crise gereralizada?!!! Ela está presente em cada dia dos nossos dias, das nossas vidas e daqueles quem conhecemos ou não. Há quem diga até que os profissionais do sexo e da alimentação (setores que sempre resistem as crises, porque ninguém consegue deixar de consumir sexo e comida) estão precisando catar moedas para sobreviver.

- "Estamos todos crisados: Eu, você, eles(as), nós e o mundo. Cada um com a sua crise!!!"


Eu, heim!!! Socorro!!! Aonde é que a crise (as diferentes crises) irá nos levar?!!! Aonde a humanidade irá parar?!!! Na lama já nos encontramos...

Super Poderes?!!! Pra que?!!!



- "Éh meu amigo Robin, a situação está crítica!!! Esses nossos poderes de "Super Heróis" não estão nos ajudando em nada... Ultimamente, a gente só tem "catado" quem não presta!!! Concordo contigo, vamos no Procon dá parte: "Só o que a gente encontra por aí é propaganda enganosa!!!" Definitivamente, é a treva!!!" rs...

Chinela...


... Caaaaadê, a minha chinela?!!!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Encontros e Encontros...


Existem encontros e encontros:

Alguns são arrebatadores, chegam como tempestade e se dissipam no dia seguinte, perdendo a força e o encanto no dia seguinte - Já me molhei algumas vezes, mas me enxuguei sem pegar nem uma gripe sequer;

Alguns são igualmente arrebatadores, mas, permanecem no dia seguinte, no outro, mais um pouco, deixando marcas profundas - Algumas delas, permanecem vivas, outras cairam no esquecimento e na indiferença;

Alguns passam desapercebidos, não deixando a vontade do que "ainda está por vir" - Alguns deles eu nem percebi;

Alguns começam devagar e calmos, sem pretenção alguma, e, como quem não quer nada, ocupam um lugar enorme na nossa vida, tendo um signidicado surpreendente - Alguns conseguiram me surpreender no início, mas com o decorrer do processo e da rotina perderam o encanto e a importância;

Alguns são para a vida toda, sendo mais raros (pelo menos é o que dizem!!!) - Esse tipo de encontro para mim, está muito mais ligado aos vínculos de amizade. Por em relação ao coração, eu não sei se creio, talvez, quando esse encontro aconteça, eu possa dizer com todas as letras: "De fato, existe!!!"


Mas, cada um tem o seu próprio caminho, as suas próprias experiências e lições há aprender. Se antes eu queria algo arrebatador, que me tirasse do eixo, me deixasse de cabeça para baixo e me arrebatasse, hoje eu quero algo contrário, bem mais tranquilo, durável e engrandecedor. Mas, esse querer, não é para agora... Tem outros encontros em outras áreas que se fazem mais emergenciais.

- "Chega de arrebatamentos sem sentido, envolvidos de ansiedades, precipitações e tormentas."

Sem complementos...


"Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: Vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade. Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou maduro bastante ainda. Ou nunca serei.”

(Clarice Lispector)

Ai que saco!!! (4)


A noite já começou, no mínimo, cômica!!!


"E" (ex-letrinha): Hum, você continua muito sexy!!!


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
(Nazaré)


- "Por acaso, você respondeu?!!! Nem eu!!! Ex-letrinhas merecem ficar no vácuo, no limbo, sem exceção!!!"


Eu posso com isso?!!!
Gente, chega de certas "roubadas"... Eu estou correndo delas há quilômetros de distância...
Repetições, NÃO!!!
Nem sarrinho, eu não quero mais.

Tudo bem, que a turma lá de baixo exerce um fascínio todo especial para mim, mas, eu preciso me concentrar no jeito "cearense de ser", já que eu não tenho escolha, aff!!!

- "Que horas o avião decola mesmo?!!!" rs...


Mas, pensando bem, o melhor a ser feito é eu ficar quietinho na minha, sem procurar sarna para me coçar... E em relação algumas investidas, eu vou me fazer de Prof. J. Oliveira: "Vamos cortar o mal pela raíz!!!" Ora se não, sem dó e nem piedade!!!

Falando no jeito de ser cearense, "cearenses à longa distância" eu também não quero... "G", que piti foi esse?!!! Eu digo é valha!!! Ai como tu sofre!!! rs...


"Tu tu tu tu tu tu...

... Não foi possível completar a sua chamada, verifique se o número está correto e tente novamente!!!" (Tente não, sem condições!!!)


- "Eu, heim?!!! Quanto eu mais rezo, mais assombração me aparece... Senhor, colabora!!!"


Que imã é esse para gente de outros estados, heim?!!! Eu não aguento isso não!!! Olha que eu nem estou buscando gente de fora, mas, esse fenômeno (só pode ser um fenômeno ou despacho de ex) me persegue sempre!!! Já estou cansado disso!!!

- "Ai que saco!!!"

O que eu quero?!!!


"Liberdade é pouco.
O que eu quero ainda não tem nome!!!"

(Clarice Lispector)

Zzzz Zzzz...


Nosssssssssssssss sa, fazia tempo que eu não sabia o que era dormir horas e horas à fio, mais de 8hs. Essa insônia está simplesmente acabando comigo: Corpo cansado, fome voraz, olheiras no mundo (ainda bem que inventaram corretor de olheiras, senão... eu estava perdido!!!), irritação, ...

- "Droga, nem assisti hoje He-man e os Defensores do Universo, às 8h da manhã!!! Tá vendo o que a insonia faz com a gente, assistir desenho animado?!!! Oh, erro!!!" rs...


Depois desse longo intervalo de sono, graças a chuvinha gostosa lá fora, corpo cansado, 48h ligado no automático, estou mais relaxado e menos pilhado. Mas, deixa eu dizer uma coisinha: "Eu quero cama, quero dormir mais!!!" rs...

Ai que saco!!! (3)


Será que mamãe passou açúcar em mim?!!! Não posso proferir a palavra "solteiro" que a turma se joga...


"G": Vc é tão lindo, está namorando já?

Dan: Obrigado pelo elogio, mas, "lindo" é exagero... rs... Mas, tenho não!!! Ninguém me ama... ninguém me quer!!! rs...

"G": Exagero não... ou vc acha q abri seu perfil pq?? Pq vc chamou minha atençao, e bonito sim, desculpa eu falar. Ate parece q ninguem lhe ver, ninguem lhe ama.. drama heim rsrs

Dan: Drama, é?!!! A situação está precária!!! rs...


- "Depois vocês não querem que eu fique todo cheio, né?!!! Inflamando o meu ego assim, vocês querem o que?!!!" rs...

O tempo urge!!!


Não adianta esperniar, gritar e chorar como uma criança birrenta ou nadar contra a correnteza por pura teimosia ou arrancar todos os seus pêlos ou alimentar doenças psicossomáticas para lutar contra a vida. Ela é maior do que eu, do que você, do que todos nós. Ela é soberana e tem a sua própria dinâmica.

São nesses momentos que nos sentimos ínfimos, pequeninos e minimizados, pois constatamos o quanto somos impotentes diante a força da vida e que muitas coisas fogem da nossa vontade. Mesmos contrariados e desgostosos,não há outra coisa senão, nos render com resignação. Mais do que bater de frente com ela, aprenda a andar junto dela, como sua grande aliada.

- "Cansei de bater a minha cabeça contra parede... De fazer tempestades... Querer me jogar no poço... Deixa o tempo correr, deixa a vida me demonstrar qual é o melhor caminho para mim. Nada de pressa, nada de precipitações. O que tiver de ser vai ser... Hoje ou Amanhã."


Vamos que vamos, o tempo urge!!! Deixe eu me abrir para as novas possibilidades...

domingo, 24 de maio de 2009

Fiscalizando e...



... Paquerando horrores!!! rs...


Eh, né?!!! Enquanto alguns descansam das farras de sábado, vão a praia, se reunem para almoçar em família... Eu fiscalizando o concurso da Receita Federal. Apesar de cansativo, eu não posso reclamar: faturando ($$$$$$$$$) e me deleitando com a sala repleta de colírios!!!

- "Nossa, eu havia me esquecido desse detalhe, contemplar as aparições estimulantes em sala de aula!!! Adoooro!!!" rs...


Apesar de conferir listagem, cartões-resposta, ficar atento aos passos dos concursados, ser requisitado e acompanhar marmanjos ao banheiro, eu não posso reclamar, porque, a paquera rolou solta. Quem diria, em pleno concurso da RF, paquerando!!! rs... Só sei que valeu mais a pena do que se eu tivesse ido ontem para a balada. rs...

- "Bobinhos, trocas de olhares não arrancam pedaço!!! Ainda mais, quando é impossível não retribuir aos olhares interessantes, no caso, muitos olhares, muitos colírios. Quem não gostaria de fiscalizar num cenário promissor desses?!!!" rs...

Ai que saco!!! (2)


Mais uma letrinha "F"... Definitivamente, essa semana, foi a semana das letras efes (4)!!! Ai que meda!!! rs...


"F2": E o coração?

Dan:
Tranquilo... desocupadíssimo como sempre!!!

"F2": É um disperdicio, estares só. As pessoas não sabem mesmo as jóias que deixam escapar...

Dan: Fazer o que, né?!!!

"F2": Eu não tenho essa sorte...ter uma chance de ter e fazer alguém feliz, triste distancia!!!
(Portugal versus Brasil, não rola!!! rs...)

Dan: É né?!!! Mas, se serve de consolo, eu tbm não tenho sorte!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkk

"F2": Lindo!!!!!

Dan: Obrigado pelos elogios...


- "Esse povo não perde tempo... Na primeira oportunidade, caem matando!!! Aff!!! Agora, determinados elogios fazem tão bem para o meu ego, mas, eu finjo que acredito!!!" rs...

Dica de Blogueiro para Blogueiro



Meus queridos blogueiros, vou dar uma preciosa dica para vocês:

Quando vocês estiverem com uma nova paquera, não caiam no erro de dar o link do seu blog, isso evita uma série de constrangimentos:

1) Você acaba oferecendo um vasto e contundente material (repleto de informações sobre você), podendo ser um instrumento usado contra você, já que o seu diário de bordo, torna-se um manual em potencial;

2) Também proporciona a limitação a sua liberdade de expressão, pondendo a ver uma série de mal entendidos e incompreensões sobre o que você posta, inclusive quando você precisa retratar fatos pertinentes a essa nova relação;

3) Se você for uma pessoa muito cobiçada, você pode misturar o meio de campo, principalmente quando outros flertes acontecerem. Alguns segredos precisam ficar nos bastidores;

4) Enfim, a perda da sua privacidade.


Portanto, evitem confusões, preservem as suas privacidades. Falo isso por causa própria. rs...

- "Farei isso quando a próxima "letrinha" surgir..." rs...

"As lágrimas não reparam os erros!!!"

The Verve - Bitter Sweet Symphony (with lyrics)

♫ Pitty - Na sua estante

"Eu não ficaria bem na sua estante..."